segunda-feira, 5 de julho de 2010

O Dia D da entrevista

Texto: Rafael Pontes
Fotos: Fernanda Alonso


Nesta segunda-feira (05), os alunos do Cecam 2010 colocaram em prática suas habilidades profissionais e fizeram diversas entrevistas coletivas com os militares da Escola de Comando e Estado Maior do Exército (Eceme). Majores, tenentes-coronéis e coronéis foram abordados a respeito de uma hipotética situação de guerra, revelando como a Força Militar deve trabalhar de forma eficiente num caso de conflito armado.

Pela manhã, os participantes foram até um ponto de observação militar em Rio Novo (MG) para a simulação de entrevistas em campo. Além de oficiais brasileiros, havia representantes dos exércitos norte-americano, português, chilen
o, equatoriano, guatemalteco, peruano, paraguaio e argentino. Todos acabaram cercados pelos estudantes que os bombardearam de perguntas. Em seguida, divididos em grupos, os alunos fizeram uma rápida entrevista com os militares brasileiros.

À noite, foi realizada uma entrevista coletiva com os oficiais da Eceme, no Hotel Ritz, em Juiz de Fora. Acompanhados por um assessor de imprensa, os militares entrevistados falaram sobre as estratégias da guerra fictícia e revelaram diversas formas de agir durante o conflito e deram e
xplicações sobre assuntos polêmicos, como os danos ao meio ambiente e a homossexualidade nas Forças Armadas.


Oficiais-alunos da Eceme (esquerda) e de nações amigas (direita)
se preparam para o contato com os futuros jornalistas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário